Notícias

5 principais problemas de condomínios sem controle de acesso

Tecnologia pode auxiliar síndicos e porteiros a realizarem a gestão completa da segurança

Desde o início da década, houve um boom no mercado de comunidades planejadas. E essas continuam em plena expansão. Segundo a Global Governance, empresa especializada em governança de condomínios, nos últimos seis anos, foram criados 3.267 novos condomínios no estado de São Paulo. Em nome da segurança e do desejo de se viver em um lugar tranquilo, cada vez mais pessoas escolhem morar em condomínios com controle de acesso.

Cuidar da segurança desses empreendimentos, antes mesmo de serem habitados, é a garantia de que o ambiente continuará sendo o lugar dos sonhos para se viver. No entanto, a falta do controle de acesso de entrada e saída de pessoas faz com que o sonho se torne um verdadeiro pesadelo. Sem equipamentos de controle de acesso, o condomínio corre o risco de se tornar uma verdadeira “casa da mãe Joana”.

O sistema de controle de acesso é o coração da segurança de todo condomínio. Essa tecnologia permite cadastrar todos os moradores, funcionários, visitantes e prestadores de serviços. Além disso, os sistemas de controle de acesso mais modernos permitem estabelecer um tempo para que entregas sejam feitas. Em caso de demora excessiva, por exemplo, é possível deslocar um segurança para verificar o ocorrido.

A falta de um sistema de controle de acesso pode gerar um grande caos no condomínio. Se algum desses problemas for comum no seu cotidiano, certamente está na hora de repensar o funcionamento da portaria e instalar um controle de acesso eficaz no seu condomínio.

1 – Falta de segurança

Mesmo que exista um circuito de câmeras monitorando as entradas e saídas específicas para pedestres e veículos, a falta de controle sob quem entra e sai do condomínio gera algo além de uma grande sensação de falta de segurança. Optar por não ter um controle de acesso é o mesmo que deixar todo o condomínio à mercê da criminalidade.
Nesses casos, qualquer pessoa percebe que pode entrar e sair do condomínio a qualquer momento, sem ser incomodada. Já que dizem que “a oportunidade faz o ladrão” e o objetivo de morar em condomínio é ter mais segurança, é um verdadeiro contrassenso não possuir um bom sistema de controle de acesso.

2 – Pessoas não autorizadas circulando pelas áreas internas

Essa cena é frequente em condomínios que não têm sistema de controle de acesso. Controlando o acesso, apenas quem recebe uma autorização expressa do morador pode entrar no condomínio. Isso diminui consideravelmente a chance de encontrar desconhecidos “perdidos” dentro do condomínio.

3 – Prestadores de serviço gerando incômodo aos moradores

Muitos condomínios costumam ter horários bem definidos para a entrada de prestadores de serviços. Sem o controle de acesso, aquela reforma barulhenta na casa do vizinho pode começar bem cedo, justamente no dia que você escolheu para descansar um pouco mais.
Controlando a entrada dos prestadores de serviço, a chegada dos pedreiros e a entrega de materiais, esses serviços só irão ocorrer no horário que foi previamente definido, evitando qualquer tipo de transtornos aos moradores.

4 – Visitantes provocando transtornos internos

Para proporcionar uma boa convivência interna, os condomínios possuem um regimento interno. As regras devem ser fielmente seguidas tanto pelos moradores, quanto pelos visitantes. Porém, isso nem sempre acontece. Já imaginou encontrar um carro de alguém que não é morador obstruindo a saída da sua garagem? Sem um controle de acesso, não é possível saber quem é o motorista daquele veículo e nem a casa em que se encontra.
Além do transtorno de procurar onde essa pessoa está, a administração terá dificuldades em aplicar as devidas penalidades ao morador que recebeu a visita da pessoa que infringiu o regulamento interno.

5 – Funcionários expostos a situações desagradáveis

A falta de um sistema de controle de acesso pode gerar problemas também aos funcionários do condomínio. Já que basta o porteiro apertar um botão para liberar o acesso, muitos pedem para “dar um jeitinho” e liberar a entrada.

Quando há um sistema de controle de acesso, é preciso muito mais do que apertar um botão para liberar a entrada. Ao exigir documentos, o sistema evita falha humana e o favorecimento da entrada de desconhecidos, aumentando o controle no empreendimento.

Os comentários estão encerrados.